sábado, julho 19, 2008

The National

Nos ultimos três meses vieram a Portugal um número anormal de vezes. Eles até estiveram no Alive dia 10, mas a praga de concertos simultâneos impediu que os visse. E sinceramente, pelo que me disseram, foi melhor assim.

Ontem lá acabaram por me convencer por ir a Guimarães ver os ditos. E que concerto!!

A voz do Matt entra pelos ossos a dentro. A banda enchia o palco e primava por sons que estavam la mas não se ouviam contribuindo para um ambiente ainda mais vivo. O público cantava e encantava. A noite brindava-nos com calor e uma Lua cheia.
Se não gostei mais do concerto foi apenas por causa do meu joelho (Voltei a desloca-lo no Alive.. mas isso é outra história) que me lembrava constantemente das dores.
Depois de siderado, fiquei com pena de não os ter visto na Aula Magna e fico a pensar quando é que voltaram em nome próprio porque de facto merecem não ser enfiados num alinhamento de festival onde são subvalorizados e nem a encore têm direito. (Ontem fiquei mesmo com pena de não terem voltado ao palco mais uma vez: mereciam e o público pedia!)

Agora, se não se importam, vou ouvir The National em repeat. Especialmente a About Today (L)

PS: Quanto a fotos, voltei a esquecer-me da máquina e como tal só tirei 2 ou 3 com o telemóvel o que obviamente não primam pela qualidade.

3 Tremuras:

Claudette Guevara disse...

Também eu me esqueci da máquina. Mas tenho muitas imagens gravadas na memória!

Muuuuito bom!

Luazinha disse...

sei bem o que é ter o joelho deslocado....sou eximia nessa arte de deslocamento...consequência....30 pontos na rotula:) mas o k interessa é que nos desprendamos da dor e isso soubeste fazer a avaliar pelo post:)

Flaw disse...

tu + máquina fotográfica em concertos = eu já nem digo nada...

hmmppfff!!!

Enviar um comentário