quarta-feira, janeiro 31, 2007

Viva a Noruega

Isto é fantástico! Ok que estamos numa cidade pequena, e na faculdade toda a gente já deve ter pelo visto falar de mim... não é que seja popular.. sou apenas.. estrangeiro.

Mas adiante, quero falar sobre o que aconteceu hoje de manhã ao chegar a faculdade. Apanhei boleia do B [agora é a vez de ir buscar o å] ård e assim cheguei à faculdade bem cedinho (demasiado para a minha saúde até). Ao pendurar o casaco nos cabides, olho para a prateleira vazia (eu disse que era muito cedo) e não é que vejo um estojo de óculos igualzinho ao meu. Assim tipo... igual. Pego nele (fogo! é mesmo parecido), abro-o e não que dentro do estojo igual tem também uns óculos iguais!

:|

A caixa deve ter caído do sobretudo no jantar de gala (quando fui buscar o casaco estava tudo espalhado e tinha o chapéu no chão) e como não usei os óculos entretanto nem reparei que não estavam no casaco.

É claro que isto noutro país qualquer, uns belos de uns óculos escuros não ficavam quase 2 semanas numa prateleira qualquer. Isto na FEUP seria impensável.

De qualquer maneira, a minha pergunta agora é: Porque raio é que uma menina bonita e simpática não pegou nos óculos e não mos entregou... está tudo tímido!

4 Tremuras:

Flaw disse...

é do que sinto mais falta: segurança. Na Finlândia podia andar a altas horas de madrugada lá no "meio do mato" e sozinha que ninguém se metia comigo. E se encontravam qq coisa no chão iam levá-la logo á polícia, enm que fosse uma luva! A única coisa em que não eram seguros era no roubo de bicicletas, mas como eu tb não tinha uma (a minha pouca habilidade com gelo não poderia dar num resultado muito bom...)

guevara disse...

andas a pedir demais, nao?!

Do Norte disse...

As Meninas daí(ou aí) andam é a precisar de óculos Hehehe!

catarina disse...

hmm... deixa-me ver se eu percebo. Noruega, noite, jantar, nesta altura do ano e... tu tens os óculos de sol contigo? é que, de facto, nesta altura, o que mais há por esses lados é sol...:) então de noite..

isso para estratégia de engate de miúdas parece-me um pouco rebuscado. vai por mim: uma abordagem directa e simples ainda é o ideal:) ou então, e se queres que uma miúda se sinta obrigada moralmente a meter conversa contigo, deixa cair algo ÚTIL. tipo, a chave do carro (se for um bmw ajuda... as gajas são todas iguais). agora: uns óculos de sol, em plena noite invernosa?... essa não lembrava ao diabo:)

PS: matar-te, eu?! não... eu nem sequer sou dada a esses instintos violentos. a não ser quando, e concordando com a flaw ali em cima, um bando de suecos malucos me rouba o selim da bicicleta. por um lado, é interessante que a criminalidade no norte da europa se resuma a bicicletas. por outro lado, numa manhãzinha bem fria com um nevão bem apetitoso, levantar bem cedo para ir para o lab, chegar ao pé da bicicleta e ficar a olhar para ela pelo menos 7 minutos: "falta-te alguma coisa, não falta?", e finalmente descobrir-se que se tem que ir a pé para o trabalho porque o veículo foi assaltado... bem, isso não tem piada nenhuma.

Enviar um comentário